terça-feira, 18 de setembro de 2012

Histórias Cruzadas (The Help) - Filme lindo!


Oi Meninas,
Eu voltei para falar de um filme muito lindo, pra não dizer perfeito pra mim. Não sei se vocês já viram A Cor Púrpura, que foi um filme bastante aclamado pelas críticas nos anos 80, foi indicado para 11 Oscars, 2 Globos de Ouro e 1 BAFTA. Conta uma história que é muito triste, mas ao mesmo tempo consegue se linda, verdadeira e emocionante. Conta de uma época em que os negros sofriam desde discriminação racial a sexual. Mostrando os homens sempre tentando colocar como verdadeiros objetos de uso pessoal, que só serviam para passar, lavar, cuidar da casa, prover filhos e dar prazer ao seu companheiro. 
EU AMO/SOU esse filme, pelo simples fato de que as atuações são maravilhosas, as histórias e o enredo são excelentes.





Bom, mas não é de A Cor Púrpura que eu vim falar, e sim de Histórias Cruzadas (The Help). Um filme que para mim, entra numa categoria de filme que TODO MUNDO deveria ver, sem exceção.
O filme se passa nos anos 60 e conta a histórias de Skeeter, uma garota branca que quer se tornar escritora e de Aibileen e Minny, duas empregadas domésticas que trabalham em casas de mulheres brancas da elite Americana. Skeeter quer escrever sobre a realidade dessas mulheres que criam os filhos de suas patroas, cuidam da casa, fazem a compra do mês e mesmo não sendo escravas, são tratadas como tal por suas patroas, sem direito a salário mínimo, previdência privada ou férias remuneradas. Além disso as patroas a tratam como se estivessem fazendo um favor a elas. 





O filme mostra basicamente como os negros eram tratados como lixo pelas pessoas brancas e principalmente pelos brancos elitizados, tratados como criaturas de outro mundo, criaturas que não tem o direito de conviver com outras pessoas que não sejam negras. 
Coisas como, uma enfermeira branca não pode limpar um ferimento ou socorrer um negro, empregados negros tem seus banheiros separados e do lado de fora da casa, conversar com um branco era suspeito, namorar um branco, entrar por uma mesma porta em um estabelecimento que um branco, entre muitas outras formas de discriminação e de segregação possível. 
Eu confesso que chorei em algumas partes vendo esse filme, mas o final é tão lindo que compensa toda a lágrima que chorei. Sou negra e sou mulher, e eu tenho tanto orgulho da minha raça, da força que a minha raça tem e do tanto que muitos negros no passado lutaram para que eu hoje frequentasse o lugar que eu quisesse sem ser olhada como um aberração (apesar disso já ter acontecido de uma forma velada :/). 
OBS: ABAIXO O FILME COMPLETO DUBLADO




Espero que gostem meninas, depois me contem o que acharam :)
Fiquem com Deus e tenham uma ótima terça,
Beijão :*

9 Comentários:

Fabi Lange Brandes disse...

eu preciso ver esse filme, já vi varias indicações dele.
beijos

Rosana disse...

Opa, valeu a dica Gabi, vou procurar por aqui e depois te conto minhas impressões, mas já gostei da sinopse.
Um beijo grande pra você!!!

Rosana disse...

Meu Deus, tem o filme todo aqui. E em português que ha tanto eu não ouço. Aiii que delicia!!! Vou esperar meu filho chegar da escola pra assistirmos juntos. Valeu de novo Gabi!

Rita Reis disse...

Obrigada pelas dicas de filme. Acho fundamental que atitudes de preconceitos sejam banidas desde a infância. Eu procuro mostrar o belo em tudo e em todos para minhas filhas, saindo do estereótipo que o belo é só branco de olhos azuis e magro. Temos que valorizar as pessoas pelo o que elas são independente de sua cor, raça, opção religiosa ou sexual, e isto começa na infância... bjs

Barbara Bruna disse...

Assisti...lindo!!!! Sim, minha mãe conta umas histórias de arrepiar daquele tempo, ainda bem que as coisas mudam e vão mudar ainda mais, se Deus quiser! Pq de intolerância o mundo não precisa, é o que atrasa o mundo!

Beijo Bey :***

Andréia Francesco disse...

Oieeeeeeeee
Que coisa linda seu blog.
Estou te seguindo e passarei por aqui mais vezes.
Fique com Deus!
Beijinhos

www.sesentindolinda.blogspot.com.br

Fabi disse...

Oi linda,
já vi esse filme,simplesmente fantástico... faz a gente pensar, inclusive em atitudes que vemos até hoje em nosso dia-a-dia...
serve pra tentarmos ser pessoas melhores...

Fabi disse...

Jà vi esse filme, é lindo mesmo, quer dizer, lindo pelo fato de que por meio dele podemos rever atitudes e tentar ser pessoas melhores... as vezes assisto a esses filmes, observo as pessoas no meu cotidiano e vejo o quanto o ser humano pode ser podre, pode ser ruim. Toda e qualquer forma de conscientização pode nos levar a evoluir!
bjosss menina!!!! não comento sempre, mas tô sempre lendo seu blog ok???

Ana Paula disse...

Amiga obrigada amei o filme acabei de ver

Postar um comentário

Tentar e falhar é, pelo menos, aprender. Não chegar a tentar é sofrer a inestimável perda do que poderia ter sido.
Estamos juntas nessa meninas :)

Related Posts with Thumbnails